Março Amarelo e a luta contra a endometriose

endometriose

Março Amarelo e a luta contra a endometriose

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A endometriose é uma doença benigna, mas que precisa de atenção, também por ser extremamente incômoda para a mulher. Por isso, criou-se em março a campanha Março Amarelo, para conscientizar as mulheres a buscar acompanhamento até para identificar a doença precocemente, se for o caso.

Trata-se da presença de células do endométrio (mucosa que reveste a parte interna do útero e que é eliminada por meio da menstruação) fora do útero, ou seja, em outras parte do corpo. Infelizmente, a incidência da doença é alta: estima-se que uma a cada 10 mulheres jovens sofra com a doença.

Endométrio fora do lugar causa inflamação

março amarelo_ endometrioseO endométrio sofre com a influência hormonal ao longo do ciclo menstrual. Quando em sua localidade normal, ou seja, dentro do útero, ele é eliminado pela cavidade do órgão sem causar danos.

Entretanto, quando se localiza, por exemplo, na região abdominal, nas tubas uterinas, nos ovários, no intestino ou na bexiga, e acaba simulando uma “menstruação interna”, causa dor – e muita dor, pois acaba proporcionando um ambiente inflamatório mês após mês.

Existe ainda a endometriose profunda, ou infiltrativa, caso em que os implantes (como chamamos as células do endométrio fora do útero) têm um crescimento em extensão ou profundidade e a lesão endometriótica penetra no tecido em mais de 5 mm. Esta causa ainda mais sintomas e cicatrizes.

Qualidade de vida afetada

Além da dor durante o período menstrual, a endometriose pode causar dor nas relaçòes sexuais, afetando a qualidade da vida sexual da mulher. Ela também leva a uma perda significativa de produtividade às mulheres que sofrem com seus sintomas, além, é claro, de afetar diretamente a autoestima de cada uma delas.

O atraso para o diagnóstico da doença é um problema, pois muitas convivem com a dor durante anos sem saber o que têm. Isso pode causar um problema crônico, pois ano após ano vão acumulando cicatrizes internas.

Por isso, é necessário que possamos discutir sobre a endometriose e entender as necessidades das mulheres que sofrem diariamente com a doença. Afinal, não é fácil e nem se deve conviver com essa dor.

Não somente no Março Amarelo, mas em todos os meses, é preciso se conscientizar, discutir sobre a doença e incentivar a ida ao ginecologista, pois o diagnóstico tardio pode levar, inclusive, à infertilidade.

Não pense que dor é “normal”; é preciso investigar tudo. Marque uma consulta para averiguar – nada melhor do que ter certeza sobre a sua saúde.

Dra. Liliane Miyuki Sato (CRM 139085), ginecologista e obstetra do Centro Alliance de Medicina

Sem comentários

Postar um comentário

WhatsApp chat